Encontro

Ah, o abraço…
É como na dança, o passo
como no presente, o laço
Emaranhar de corpos
e sonhos
a trançar destinos
no espaço

Anúncios

Sonho

Numa manhã clara e fresca
Me ponho a imaginar teus olhos
E a te sonhar.
Como seriam os teus lábios
E a cor dos teus cabelos
Qual a forma dos teus seios,
Os contornos do teu rosto,
Teu gosto
E os sabores do teu beijo…
Viajo no teu corpo imaginário
Nos teus pelos claros
Ou negros, eu nem sei…
E te beijo os outros lábios
Te tomando sem rodeios
Me entregando sem receios
Ávido e tonto de desejo
Delirando enquanto sonho
Com a mulher que eu nem conheço