Se Vier Que Venha

Se for pra vir, que venha com fome
com olhos vidrados e dentes rangendo
que venha gemendo, gritando
chamando meu nome
cheia de sangue, suor, lágrimas e de saliva
que venha lasciva
e não me traga silêncio
mas gritos, uivos e urros
e não me venha com muros
quero pontes, horizontes
cumes e abismos

Anúncios

Mulher Oceano

Que imensidão é essa que ela traz no olhar?
Que mistérios tantos sua face esconde?
De onde emerge tamanha vastidão?
Encará-la é como olhar o mar
E morrer de medo e de paixão
entre a vontade intensa de mergulhar
e o temor profundo de perder o chão
Sua dimensão é tanta
que assombra, asssusta, abala
comove, fascina, encanta
mas quem sou eu para possuir o mar?
se um dia as suas águas quiserem me banhar
hei de me lançar com devoção
ao naufrágio
ou à aventura de navegar