Solidão

A solidão da noite me corta
me entorta, me rasga
O silêncio da noite me oprime
me fere, me cala
O escuro da noite me assusta
me abala, deprime
O frio da noite me gela
me seca, devasta…
A noite, tantas vezes amiga
justo ela, tantas vezes sublime
hoje me fere, me afoga, me mata
hoje
É só crime

Anúncios