Poetisa

A menina poeta desliza
entre a prosa e a poesia
como quem brinca séria,
Indecisa ainda,
se discreta ou narcisa.
A menina linda, de beleza precisa,
Nem precisa motivo, idéia ou clima.
Não precisa forma nem rima.
Sua poesia é clara, leve
fresca e cristalina
como as águas de um rio
onde a gente quer se banhar…

Anúncios

Um pensamento sobre “Poetisa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s