Mata-me!

Me mata de prazer e de loucura
De desejo, paixão, e ardor
Me mata de medo, me mata de amor,
Me mata até de vontade
Só não sejas tão cruel e dura,
só não me mata assim, amor
da mais pura e fria saudade…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s